As mudanças ocorridas na sociedade e o aperfeiçoamento tecnológico dos utensílios domésticos exigem qualificação específica das trabalhadoras domésticas.

Dessa forma, a qualificação exigida das trabalhadoras domésticas vai além daquela necessária à simples execução repetida de tarefas, demandando hoje diversos conhecimentos tais como os relacionados à alimentação para alérgicos, à elaboração de cardápios saudáveis, à informática, e ao respeito de direitos e deveres.

Quanto mais qualificada a trabalhadora, maior é a sua remuneração e valorização pelo empregador, e, consequentemente, melhores são suas condições de vida.
Neste contexto, o Projeto Trilar tem como objetivo principal a qualificação de trabalhadoras domésticas, em especial as que estejam desempregadas.

Os objetivos específicos são: a) oferecer treinamento gratuito para a qualificação de mulheres que pretendem desempenhar a função remunerada de trabalhadoras domésticas; b) oferecer conhecimentos específicos para valorização da mão de obra da trabalhadora doméstica; cc) oferecer conhecimentos que estimulem a valorização pessoal das alunas.
O projeto tem cunho social e visa fornecer bases para o desenvolvimento profissional e pessoal das alunas, cujo principal impacto social almejado é a melhoria das condições pessoais e materiais da vida das participantes e de suas famílias.

São ministradas palestras com profissionais de diversas áreas, buscando o pleno desenvolvimento da pessoa, o fortalecimento da autoestima e o preparo para o exercício da cidadania.

Durante o curso, as alunas com assiduidade plena recebem uma cesta básica por mês, como forma de estimular a participação e auxiliar na manutenção da aluna e sua família.
Com o intuito de cooperar com a futura empregabilidade das alunas, o Projeto fornece, ao final do curso, um Certificado de Conclusão que discrimina os temas abordados em cada módulo do curso, tais como a valorização da prestação de serviços domésticos; noções de língua portuguesa e a importância da comunicação; noções de organização e disciplina no trabalho; noções de saúde e higiene física e mental; noções sobre os aspectos nutritivos, higiênicos e econômicos dos alimentos; preparo dos alimentos (com a elaboração de diversas receitas); organização e limpeza da casa; direitos trabalhistas e previdenciários das trabalhadoras domésticas.

Contudo, a percepção, pelas próprias trabalhadoras e por seus familiares, de que a melhora na qualificação profissional pode proporcionar melhores condições de vida, produz efeitos sociais imensuráveis, à medida que pode estimular a busca por novos conhecimentos.
No decorrer dos anos de 2018 e 2019, o Projeto Trilar formou quatro turmas, uma turma a cada semestre, e certificou ao todo 38 alunas!

Para o ano de 2020, as expectativas são de certificação de pelo menos 30 novas alunas!
Aceitamos doações de cestas básicas! Toda ajuda é bem vinda!

Recomendados

Nenhum comentário ainda, deixe o seu abaixo!


Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *